Se decepcionar dói

Imagem relacionada

As pessoas mudam. E nem sempre é pra melhor.

Na verdade eu não sei se elas mudam ou apenas revelam o que sempre foram. Acontece que é fácil saber quando alguém não é o que diz ser. Está ali, nos detalhes. Detalhes esses que muitas vezes insistimos em não notar. Mas quando a pessoa se revela, todos esses detalhes começam a fazer sentido. Mas apesar de no fundo, bem lá no fundo, a gente saber que aquela imagem que temos não é real, quando a máscara cai é difícil não se abalar.

Costumo dizer que “decepção” é o pior dos sentimentos. Mais que traição, mais que falsidade… se decepcionar dói, ainda mais quando a decepção vem de quem não deveria. E nos faz pensar.

Porque não percebi isso antes? Porque me deixei enganar? Como essa pessoa pode mudar tanto? Para onde foi a pessoa que eu conheci?

São muitas perguntas pra nenhuma resposta. E talvez nunca saberemos o porquê.
Apenas acontece…

O egoísmo das pessoas faz com que mudem de acordo com seus interesses. Não importa quem está em volta, não importa quem será magoado com isso. Mudamos como um camaleão muda para se adaptar a um novo ambiente. A diferença é que ele muda sua cor mas não altera sua essência, enquanto a maioria de nós se transforma em algo totalmente diferente.

Uma vez falei pra um amigo: “Não mude quem você é, por nada nem ninguém.”

Mas era tarde demais.

Não o culpo. Não notamos nossa mudança até que alguém fale. E mesmo assim, não adianta alguém falar se não queremos ouvir.

Só nos resta torcer pra não ser tarde demais e ao olhar pra trás, não vejamos tantas mágoas que deixamos pelo caminho.

Se decepcionar dói. Mas decepcionar alguém, também.

E só nos resta acreditar que o tempo fará o seu trabalho para os dois lados: amenizar a dor da decepção de um e curar o arrependimento por ter decepcionado tanta gente, de outro.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *