Sentimentalismo

Apaixonar-se doeu, mas sobrevivi

Lembro-me exatamente o que senti quando te vi pela primeira vez. Da roupa que estava usando ao corte de cabelo que gostava. Pela palpitação dentro de mim eu já podia imaginar que eu não esqueceria a imagem do seu rosto tão fácil assim mas me apaixonar não estava nos planos.

O que eu ainda não sabia é que aquele olhar, aquele sorriso e aqueles poucos minutos de conversa bastariam para ser tarde demais para não me apaixonar por você.

Eu vi tanto de mim em você que te observar e te conhecer me fazia entender melhor sobre quem eu era. Pode imaginar o quão viciante era saber sobre seus gostos, seus jeitos, suas manias e sua história ? Não, você não pode imaginar.

Tantas pessoas no mundo e eu fui me apaixonar logo por você, sim… por você! O meu olhar de ternura por você nunca permitiu que eu me preparasse para o dia em que eu descobrisse que você era tão menos do que eu pensava.

Toda sensibilidade que eu senti nas suas palavras existia, na verdade, apenas na minha forma de olhar pra você.  Apenas era uma característica minha  romantizar tudo que eu achava que deveria ser bom. Nunca foi romântica nossa implicância sem sentido…

Eu descobri que eu ainda não encontrei a pessoa maravilhosa e ideal para mim e que você foi um amor que eu inventei e que só existiu na minha cabeça. Dói, né ? Quando nosso nossas expectativas despencam de uma só vez em um choque de realidade… mas veja, só: estou de pé.

Não posso enxugar as lágrimas que já derramei enquanto pensava no quão inferior eu era pra você. Mas hoje posso sorrir por saber que o pedestal que eu te coloquei, na verdade, sequer existiu. Distinguir exatamente os limites entre a fantasia e a realidade nunca foi meu ponto forte aos 16, mas veja só: cresci.

Seria um belo final feliz dizer que no fim de tudo meu coração não estava partido… mas estava. Os sentimentos foram reais, as sensações foram sentidas na pele. Doeu e eu pensei que essa dor me mataria, mas veja só: sobrevivi.

Não te culpo por minha decepção, mas eu esperava mais de você.

Comentários