RecomendoUma boa série/filme/anime

Polícia Federal: A Lei é Para Todos

A lei é para todos. Será?

Ontem foi comemorado o Dia da Independência do Brasil. E que data seria mais perfeita para o lançamento de um filme sobre a maior investigação de corrupção e lavagem de dinheiro que o país já teve? Pois é. O filme Polícia Federal: A Lei é Para Todos, estreou ontem e o DDV foi conferir o lançamento desse longa brasileiro baseado em fatos reais, que gerou – e ainda vai gerar – muitos comentários (ou discussões?).

Apesar do feriado prolongado e a previsão de tempo bom, muita gente não viajou e optou pela ida ao cinema. A sala estava L-O-T-A-D-A e na hora da compra do ingresso, vimos que havia menos de 10 lugares disponíveis, que com certeza foram preenchidos até o começo do filme. Ah,  a próxima sessão também já estava com seus lugares bem concorridos. Baseado nisso, podemos perceber que o brasileiro estava ansioso pela estreia… ou seria só curiosidade mesmo?

Bem, dúvidas a parte, o filme é bom. Mas não vai muito além disso. A história contada pelo diretor Marcelo Antunez, mostra os bastidores da Lava Jato, onde os heróis são da PF e o ex presidente Lula é o vilão. Os delegados responsáveis pela operação são interpretados pelos atores Antonio Calloni, Flávia Alessandra, Bruce Gomlevsky e João Baldasserini. O roteiro mostra que no início, eles não faziam ideia da onde toda aquela investigação iria levar. E o que começou com uma busca pelo doleiro Alberto Yousseff e a apreensão de um caminhão de palmito recheado com quilos e mais quilos de cocaína, culminou na prisão de políticos e empresários.

O filme peca em diversos momentos: vários personagens tem seus nomes divulgados, enquanto outros não; no início, temos um jornal fictício que aparece várias vezes mostrando algumas notícias, mas no final, a preocupação em não citar nenhuma TV some e é mostrada uma reportagem da Rede Globo; e o que falar da estranha atuação de Ary Fontoura? Apesar de ser um grande ator, ele interpreta sem nenhum carisma, o ex presidente mais popular do Brasil. Acredito que até o Lula merecia uma atuação melhor.

Mas apesar de tudo, o filme ainda apresenta uma falha ainda maior.  Polícia Federal – A Lei é Para Todos definitivamente não sabe o que quer. O longa não define o que ele quer ser ou o que deseja mostrar, ficando literalmente “em cima do muro”. Um discurso imparcial e apartidário surge no começo e mas morre logo depois. Mas a direção já prometeu uma continuação e diz que vai filmar uma sequência em breve.

E quem sabe no segundo capítulo, a gente descubra a real intenção do filme. E que dessa vez, a história venha com mais personagens, afinal, a Lava Jato tem tanto “vilão” que dá até pena mostrar APENAS um, não é mesmo?

Independentemente dos erros, é um filme que vale a pena ser visto pela história em si. Ou nem que seja para no final, poder entrar numa discussão de direita x esquerda com seu melhor amigo.

Comentários