RecomendoUma boa série/filme/anime

Planeta dos Macacos: A Guerra

O terceiro e último(será?) filme da franquia Planeta dos Macacos fecha com chave de ouro a famosa história da guerra entre homens e primatas, que termina com os animais dominando a Terra.

Através dos filmes Planeta dos Macacos: A Origem(2011) e Planeta dos Macacos: O Confronto (2014), conhecemos a história de César, que tornou-se o líder do grupo e que busca a todo custo, viver em paz com os humanos. Ao longo desses seis anos, acompanhamos não só a evolução tecnológica do filme, mas também o crescimento de seu roteiro e narrativa.

O longa de 2017, mostra César enfrentando um coronel (interpretado por  Woody Harrelson) nada simpático, que quer eliminar de vez os macacos do planeta.  Apesar do filme tentar a todo instante nos colocar ao lado dos primatas, a justificativa do coronel para a guerra nos faz refletir, nos levando a pensar que seus motivos são razoáveis e até fazem sentido. Mas não se engane. Mesmo assim fica difícil não torcer para um final feliz para os macaquinhos. Afinal, como não se apaixonar pelo doce Maurice e não se divertir com o atrapalhado “Macaco Mau”? E enquanto temos de um lado um humano decidido a por um ponto final em toda essa história de macacos dominando o planeta, por outro temos um César confuso e dividido entre a sua vingança pessoal e a segurança do bando. E isso quase faz com que tudo dê errado.

Macaco Maurice

 

Macaco Mau

Apesar de levar o termo “A Guerra” no nome, a história foca mais em questões psicológicas do que em tiro, porrada e bomba(?). E talvez seja isso que torna o roteiro mais interessante. O filme foge daquele clichê de bem vs. mal e expõe temas como: guerra, traição, família, união e sobrevivência. Além disso, os efeitos especiais e a sempre incrível interpretação de Andy Serkis no papel de César,  fazem esse terceiro longa encerrar de forma consistente a trilogia.

Trailer Oficial:

Para relembrar:

Comentários