Pra ouvir

Top 15: Trilhas Sonoras de Games – Por Kamilla

Gráficos, cenários e personagens são itens importantes em games, assim como as trilhas sonoras, que muitas vezes marcam nossa vida.

Sou apaixonada por trilha sonora de Games e por isso resolvi fazer uma playlist para compartilhar essa paixão com vocês. Não conheço jogos suficientes para dizer  quais são as melhores de todos os tempos, então escolhi as minhas favoritas. Aproveitem!

15 – Metal Gear Solid 3: Snake Eater – Opening

A trilha sonora de Snake Eater foi composta por Norihiko Hibino e Harry Gregson-Williams, que providenciou material tanto para as cenas como para o próprio jogo. Hibino compôs o tema de abertura do jogo, “Snake Eater”, uma faixa vocal distintivamente ao estilo Bond, que também aparece propriamente no jogo, com performance de Cynthia Harrell:

14 – Tenchu 2: Birth of Stealth Assassins – Opening

Não sendo um jogo para todos, Tenchu – Stealth Assassins é sem dúvida excelente para os amantes de Stealth Action e ninjas no geral, tendo toda a sua trilha sonora composta por Noriyuki Asakura.

13 – Mega Man 2 – Dr. Wily’s Castle

O som levemente distorcido das ondas do NES, a percussão escrita no ritmo de uma cavalgada, as progressões harmônicas e o dobramento das melodias — como acontece entre as vozes da música caipira, para ilustrar — remete ao heavy metal que reencontrou seu lugar entre os jovens na década de 1980 com a NWOBHM (New Wave of British Heavy Metal).

12 – BlazBlue CentralFiction – In the Shadows (Hibiki Kohaku)

Hibiki Konaku é um personagem em BlazBlueChrono Phantasma, um jovem de descendência asiática com características pequenas, delicadas e femininas, ganhando o apelido de “Pretty Boy”.

*Eu coloquei 1ª theme nas músicas de BB, pois esses personagens tem uma segunda versão das mesmas músicas.

11 – Marvel vs. Capcom 2 – River Stage

A trilha sonora do Marvel vs Capcom 2 foi muito criticada na época, pois diziam que as músicas “não tinham nada a ver” com o jogo. No segundo jogo da franquia as músicas são dos cenários (talvez pelo fato do jogo ter 46 personagens), enquanto no 1 as músicas são dos personagens.

10 – Valkyrie Profile – Opening Theme

Valkyrie Profile é um dos jogos mais inovadores que saiu para o PlayStation e apresenta um enredo que gira em torno da mitologia nórdica.  A trilha sonora orquestrada é assinada pelo competente Motoi Sakuraba, um dos melhores, juntamente com Nobuo Uematsu, para compor músicas de RPG. O game possui belíssimas composições, mas que podem ficar meio repetitivas, principalmente nas dungeons que são muito longas e as músicas muito curtas.

9 – The King of Fighters ’97 – Esaka Forever (Kyo Theme)

The King of Fighters ’97 marcou o auge da SNK em 1997. Essa versão das músicas do The King tocavam no PS1. As versões do fliperama eram feitas no computador, então, quando lançaram para console, eles fizeram a gravação com bandas.

8 – Blazblue – Marionette Purple 1 (Carl Clover theme)

A música tema do Carl teve sua primeira versão no primeira jogo da série, Blazblue: Calamity Trigger. Já no terceiro jogo da franquia, Chrono Phantasma, todos os personagens do 1 e do 2 ganharam uma segunda versão da música. No quarto e mais recente, Central Fiction, o Hibiki foi posto na série e ganhou a música que postei mais acima.

7 – Prince of Persia Warrior Within – Dahaka Chase

A trilha sonora do Prince Of Persia Warrior Within (segundo da trilogia do PS2) é bem pesada. Essa música é Stand Alone da banda Godsmack, porem no jogo toca somente o instrumental da música:

6 – Megaman X – Storm Eagle

É um dos melhores e mais renomados nomes da série da Capcom.

Compositores: Setsuo Yamamoto, Makoto Tomozawa, Yuki Iwai, Yuko Takehara e Toshihiko Horiyama.

5 – Shadow of the Colossus – The Opened Way

O jogo possui uma trilha sonora extensivamente orquestral. A música só é tocada durante as cutscenes e encontros com os Colossi, com o tempo gasto no Santuário de Adoração e percorrendo a região sendo totalmente silenciosos, exceto pela presença de sons feitos pelo protagonista, seu cavalo e seus arredores. O estado de mundo aberto do jogo e a falta de vida, junto com um uso limitado de músicas, auxilia a estabelecer uma atmosfera de solidão semelhante à de Ico.

4 – DRACULA BATTLE I – Bloody Tears [Castlevania II: Simon’s Quest]

No ano de 1691, Simon Belmont partiu numa aventura para derrotar o mal do Conde Drácula, que aterrorizava área. Conde Drácula acordou mais uma vez, depois de um século de descanso, para aterrorizar o povo da Transilvânia.

*Na verdade, não é a versão de um dos jogos, mas foi um CD feito só com músicas do Castlevania.

3 – Chrono Cross Opening – Scars of Time

Yasunori Mitsuda é um compositor, designer de som e músico do Japão. Ele compôs e trabalhou com músicas de mais de 40 jogos e contribuiu para vários outros álbuns. É mais conhecido por suas composições para os jogos Chrono TriggerXenogearsMario PartyChrono CrossXenosaga Episode ISoma BringerShadow HeartsInazuma Eleven, e Soul Sacrifice.

É uma das aberturas mais lindas que já ouvi!

2 – Guilty Gear X2 – Holy Order (Be Just or Be Dead) [Ki theme]

GGXX é o terceiro jogo original lançado da série Guilty Gear de jogos de luta e tem a sua história passada aproximadamente duas semanas após os eventos de GGX

Daisuke Ishiwatari é classificado como um compositor do gênero metal e rock. Suas composições, encontradas na sua série principal, Guilty Gear, não apresentam letras, mas o trabalho instrumental (principalmente das guitarras) é bastante elaborado, assim como em BlazBlue. Daisuke já esteve em álbuns ao vivo, tais como Guilty Gear XX in Los Angeles e Guilty Gear XX in NY, no qual muitas músicas incluíram a entrada de vocais, assim como nos três álbuns tocados pela banda japonesa Lapis Lazuli. Ele tem como influências bandas como Iron Maiden, Guns N’ Roses e principalmente Queen, sua banda favorita.

1 – The King of Fighters ’97 – Cool Jam (Iori theme)

E finalmente, a grande vencedora! (Da minha lista, é claro)

Compositor: SNK Sound Team

As intros especiais antes de cada luta, dependendo dos personagens envolvidos, não somente permanecem em KOF 97, como agora são em maior quantidade. Algumas são bem-humoradas, outras são absolutamente tensas, tudo respeitando a história dos envolvidos, seja em seus games originais, seja na história já definida na franquia The King of Fighters. A equipe SNK sempre foi competente em nos proporcionar trilhas de Jazz maravilhosas que te fazem querer mais ouvir do que jogar!

Chegamos ao final do meu santo Graal Top 15, espero que tenham gostado!

 

Comentários