Etc&talPra ouvir

Banda Type O negative

“Como descrever Type o negative pra quem não conhece?”, pensei. Uma banda pesada, mas ao mesmo tempo, suave. As cores verde e preto estão em todas as capas dos seus álbuns. Peter Steele nos seus vocais (e baixo) muito graves, com uma presença de palco muito forte em seus shows; Kenny Hickey e sua guitarra timbrada única; Josh Silver com o teclado suave e calmante; Johnny Kelly na batera traçando o ritmo lento e acelerado das músicas, compõe esta banda excepcional.

Nem todas as músicas dos álbuns deles são músicas de fato. No álbum “World Coming Down” (1999), eles exploram mais esse efeito interessante e inesperado, onde diversos sons intercalam-se com as músicas e a pessoa que escuta tem que adivinhar o que está acontecendo. Logo de cara “Skip It”, a primeira música desse álbum é meio que uma trollagem, porque é um defeito de áudio e você tem que avançar a música (“skip”- em inglês), daí o título dela. “Liver” ganha um destaque especial pois é uma sucessão de ações e você fica curioso para tentar entender o que está acontecendo… Eu consegui captar esses sons: Pessoas falando, pessoas batendo palmas, porta abrindo, pessoa correndo, porta fechando, som de água, som de vidro batendo, som de ambulância, som de despertador, pessoas gritando. Tenta aí:

No álbum “Dead Again” (2007), a música “These Three Things” ganha destaque por causa da sua extensão (14:21), além de tratar de uma passagem do Apocalipse, citando também a famosa área 51 e o Estado de Israel, que tornou-se independente em 1948.

Conseguiram um disco de platina com “Bloody Kisses” (1993), e de ouro com “October Rust” (1996), inclusive na introdução desse álbum eles agradecem – de uma forma descontraída – por terem adquirido o cd (dá pra ouvir alguém imitando o som de uma galinha no fundo hahahaha). Nesse álbum, de 1996, tem também a música com o maior título que eu já vi : “The Glorious Liberation of The People’s Technocratic Republic of Vinnland By The Combined Forces of The United Territories of Europa” (sim, isso é o nome de uma música deles). Infelizmente, Peter faleceu em 2010… uma grande perda pro mundo da música. Super recomendo essa banda!

Comentários