Cultura GeekGames e Tecnologia

O Fracasso do The Sims 4

Após cinco anos, a Electronic Arts finalmente lançou um novo jogo de Sims, mas a recepção não foi a melhor até agora. Gamers e revisores estão extremamente decepcionados com a funcionalidade e o conteúdo do jogo. Mas alguns vão ainda mais longe alegando que The Sims 4 é um grande fracasso.

O que há de errado com o novo jogo da Maxis?

The Sims 4 cumpre bem o papel na parte de construção. O jogo vem com vários cômodos pré-arranjados, que você pode encaixar como peças da Tetris. Mas, se você é dedicado às artes da arquitetura e do design de interiores, você tem a série mais simplificada do conjunto de ferramentas de compra e construção. Os modos Buy and Build compartilham a mesma interface, tornando simples a criação e a decoração, em vez de forçá-lo a abordar cada atividade como um lado oposto. É tão fácil quanto saber como usar um mouse e um teclado. Não tem certeza de qual categoria um conjunto de xadrez se enquadra? Basta digitar uma palavra-chave no campo de pesquisa e selecionar a melhor combinação. 

Na verdade, como regra, o The Sims 4 se sente diminuído quando comparado até a versão do The Sims 3, antes de ter o benefício de add-ons que permite que você viva o jogo. Muito já foi feito com os recursos, mas mesmo que você não tenha uma lista desses recursos na mão quando ao jogar, a aparência esmagadora é aparente. Em contraste, o telescópio de partida dos Sims 4, uma fera gigantesca que a maioria dos astrônomos amadores matariam para possuir, não poderia caber, e eu finalmente resolvi erguer em um lote público, na frente da biblioteca. Anteriormente, no The Sims 2, introduziram microscópios menores. Limitações, limitações, limitações. Não foram os Sims com que me acostumei nos últimos anos.

Transformar essas atividades individuais em histórias longas não é tão convincente como foi no The Sims 3, no entanto. O mundo aberto do jogo anterior, que permitiu viagens sem tela de carregamento e controle suave multi-sim, foi substituído por lotes menores separados por telas de carregamento – um sistema que retorna a jogos mais antigos da série. Ter que olhar para uma tela de carregamento quando você quer viajar para o parque é muito desanimador e um dos pontos mais negativo do jogo. Sem falar nos exagerados Pacotes de Objetos inúteis que são vendidos por $19,90 e que não possuem quase objetos e novidade alguma, como no caso do último pacote lançado, The Sims 4 Fitness.

Em suma, o maior problema dos Sims 4 é que o The Sims 3 existe e descrever onde ele tropeça por necessidade significa ver onde a série foi. Este é um jogo amável e animado que suscita sorrisos constantes, mas os momentos jogando o The Sims 4 não traz aquela euforia como com as séries antigas do jogo. A espontaneidade é limitada por sua vez, o que me traz de volta a esse telescópio gigantesco agora sentado na frente da biblioteca. Olhar para as estrelas significa suportar uma tela de carregamento, e enquanto aprecio os comandos de nível superior que eu posso emitir aos membros da família jogando em outros lotes, passar o tempo com outros sims significa suportar ainda mais telas de carregamento ou forçar minha família a viajar juntos. Adoro olhar e ouvir o The Sims 4, mas essas pequenas pessoas digitais não são tão encantadoras para me manter fisgada – não quando uma versão de The Sims 3 é muito mais convidativa.

+ Prós

  • O jogo é muito mais leve do que o The Sims 3;
  •  Existem mais interações entre os sims;
  • As ações e interações entre o sims são mais realistas;
  • Os gráficos – as cores, a qualidade e os cenários são mais vivos e bonitos, deixando o jogo com um ar muito mais moderno;
  • Os sims podem fazer várias coisas ao mesmo tempo – jogar videogame e conversar com alguém, tomar suco e ler um livro, etc;
  •  Os sims são mais sociáveis entre si;
  • A personalidade de cada Sim é original;
  • O CAS – ou Criar um Sim em português – é muito mais completo do que em qualquer outro jogo do The Sims. Na quarta versão do jogo, é possível regular todas as partes do corpo do jeito que você desejar com apenas um “puxar” ou “empurrar” do mouse;
  • Os sims são mais emotivos e suas ações podem variar com o seu humor;
  • O jogo foca nas emoções dos sims e não nas necessidades deles;
  • O modo de construção de casas é muito mais simples em comparação ao The Sims 3;
  • As telas de carregamento são super rápidas;
  • Os lotes nunca ficam vazios, sempre chegam mais e mais sims;

– Contras

  •  O jogo é caro. (É melhor esperar as promoções da Origin)
  • Por ser mais leve, muitas coisas foram retiradas do jogo, por exemplo, andar livremente pela cidade, há menos detalhes – por ter menos detalhes, há menos animações e interações.
  • Não está disponível para computadores MAC e nem há possíveis informações de quando estará;
  • Os sims ficaram muito menos realistas;
  • As cidades ficaram menores – no The Sims 3 o limite de lotes eram de 125 e no The Sims 4 são 25 lotes por cidade;
  • Não há mais como criar ou colocar lotes na cidade;
  • Ainda há poucos objetos e opções de cores;
  • Só é possível criar casas de até 3 andares;
  • O limite dos lotes agora é de 50×50 e anteriormente eram 64×64;
  • Não há mais a personalização de cores e estampas como no The Sims 3;
  • Para ir em qualquer lugar da vizinhança é preciso passar pela tela de carregamento.

Não me arrependo de ter comprado o The Sims 4, mas fico bastante chateada com a falta de criatividade com os Pacotes de Objetos e a demora em lançar novas Expansões que nós jogadores estamos pedindo com veemência para a Maxis, espero que eles se resolvam e parem de querer só lucrar com as DLC’s porque não jogamos só por gráficos, queremos ter o que fazer no jogo sem passar 1h de jogo e enjoar.

E para quem quiser dar uma olhada em alguns Gameplays antes de comprar, indicamos 04 Youtuber’s:

Deligracy – DutchSims4Master – Hatsy – Simproved

Comentários